Resumo do curso

Tipos de curso Bacharelado e Pós-graduação

Quanto tempo dura em média, 4 anos

Área de Conhecimento Ciências sociais aplicadas

Estágio Mínimo 200 horas

Como é o curso de Jornalismo?

Como é a faculdade?

Jornalismo é o curso que forma profissionais que produzem notícias para meios de comunicação, como jornais, revistas, rádio, TV e internet. 

Durante a faculdade, o aluno aprende a investigar, a compreender, a narrar e a informar sobre acontecimentos, fatos ou situações que sejam relevantes à sociedade.

Após formado, ele está apto para escrever textos, dar sugestões de pautas, fazer entrevistas, editar matérias e planejar e executar coberturas jornalísticas. 

Por conta da responsabilidade social da profissão, o estudante precisa ser capacitado como agente da democracia, sempre comprometido com o interesse público, por meio de formação teórica, técnica e ética.

Como é o mercado?

O formado em Jornalismo exerce funções variadas dentro do campo jornalístico, nos mais diversos meios de comunicação, tanto públicos quanto privados. Seus vínculos empregatícios podem ser como empregado ou autônomo.

Em certas atividades, o profissional pode estar sujeito aos efeitos do trabalho sob pressão por prazos e do ruído intenso, além de poder desenvolver lesões por esforços repetitivos.

O que você irá aprender?

O curso de Jornalismo, conforme as Diretrizes Curriculares Nacionais estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC), tem função social específica, de identidade profissional diferenciada em relação ao campo maior da Comunicação Social. Por isso, segue normas próprias.

As instituições têm liberdade no planejamento e definição da grade curricular, desde que contemplem os seis eixos fundamentais: 

  • Eixo de fundamentação humanística: capacitar o jornalista para exercer a sua função intelectual de produtor e difusor de informações e conhecimentos de interesse para a cidadania;
  • Eixo de fundamentação específica: proporcionar ao jornalista clareza conceitual e visão crítica sobre a especificidade de sua profissão;
  • Eixo de fundamentação contextual: embasar o conhecimento das teorias da comunicação, informação e cibercultura, em suas dimensões filosóficas, políticas, psicológicas e socioculturais;
  • Eixo de formação profissional: fundamentar o conhecimento teórico e prático, familiarizando os estudantes com as atividades do jornalista no mercado de trabalho;
  • Eixo de aplicação processual: fornecer ferramentas técnicas e metodológicas para os diferentes suportes do jornalismo;
  • Eixo de prática laboratorial: adquirir conhecimentos e desenvolver habilidades inerentes à profissão a partir da aplicação de informações e valores e integrar os demais eixos.

Como é a rotina?

A atividade principal do jornalista é apurar, escrever, registrar através de imagens e de sons, interpretar e organizar informações e notícias a serem compartilhadas em meios de comunicação, expondo, analisando e comentando os fatos.

 

 

 

Quais são as áreas de atuação?

O jornalista pode trabalhar em jornais, revistas, emissoras de TV, assessorias de comunicação e portais de internet. 

Ele pode exercer sua profissão em diferentes funções: repórter, fotógrafo, diagramador, redator, editor e assessor de imprensa. Além disso, pode atuar como autônomo e freelancer.

Quais são as habilidades exigidas?

As principais características do profissional de Jornalismo, elencadas pelo Ministério do Trabalho, são:

  • Dominar a língua portuguesa;
  • Manter-se bem informado;
  • Espírito de equipe;
  • Postura ética;
  • Admitir opiniões divergentes;
  • Criatividade;
  • Sensibilidade social;
  • Capacidade de observação;
  • Curiosidade;
  • Senso crítico;
  • Capacidade de organização;
  • Capacidade de improvisação;
  • Imparcialidade ao informar;
  • Conhecer informática;
  • Comunicar-se em outro idioma;
  • Seguir o código de ética dos jornalistas.

Quais são as exigências do mercado?

O diploma em curso reconhecido pelo MEC para o exercício da profissão de jornalista não é obrigatório, de acordo com a legislação atual. Mas, há discussões no Supremo Tribunal Federal (STJ) para voltar a sua obrigatoriedade.

Apesar disso, é comum as empresas exigirem curso superior completo em Comunicação Social ou Jornalismo para atuação profissional.

Nota de corte para o curso de Jornalismo

Sabia que, utilizando apenas o seu resultado do Enem, você pode entrar em diversos cursos de universidades federais, estaduais e privadas?

Para ajudar o estudante a entender as suas possibilidades, o Quero Bolsa desenvolveu o Simulador de Nota de Corte.

O sistema reúne os dados das últimas provas e mostra o desempenho mínimo para conseguir uma vaga em um dos programas educacionais do governo.

Veja vagas exclusivas no Quero Bolsa