Resumo do curso

Tipos de curso Bacharelado e Pós-graduação

Quanto tempo dura em média, 5 anos

Área de Conhecimento Engenharias

Estágio Mínimo 160 horas

Como é o curso de Engenharia Elétrica?

Como é a faculdade?

A formação em Engenharia Elétrica capacita profissionais para lidar com a geração, transmissão e distribuição da energia elétrica.

O aluno graduado atua no planejamento e operação de sistemas elétricos.

Também tem competência para projetar e construir usinas e estações de geração de energia e para administrar a manutenção das redes de alta tensão.

Como é o mercado?

O profissional pode atuar em diferentes áreas. Na indústria, ele trabalha com a fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos e eletrônicos e de equipamentos de telecomunicação. Também exerce funções na área de manutenção, geração, distribuição e transmissão de energia elétrica, água e gás, e na construção civil.

Ele pode trabalhar em equipe, como empregado ou prestador de serviços, em empresas públicas e privadas. Dependendo das atividades desempenhadas, o engenheiro eletricista pode estar sujeito a riscos, como trabalhar em grandes alturas e com altas temperaturas e ficar exposto a ruído intenso, material tóxico, alta tensão e radiação.

O que você irá aprender?

Todos os cursos de Engenharia, inclusive Engenharia Elétrica, são formados por núcleos de conteúdos básicos, profissionalizantes e específicos, segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais definidas pelo Ministério da Educação (MEC). 

Os conteúdos básicos ocupam pelo menos 30% da carga horária total e trazem os itens a seguir:

  • Administração;
  • Ciências do Ambiente;
  • Ciência e Tecnologia dos Materiais;
  • Economia;
  • Eletricidade Aplicada;
  • Expressão Gráfica;
  • Fenômenos de Transporte;
  • Física;
  • Informática;
  • Matemática e Estatística;
  • Mecânica dos Sólidos;
  • Metodologia Científica e Tecnológica;
  • Química.

 

 

 

 

 

 

Já os conteúdos profissionalizantes são obrigatórios em pelo menos 15% da grade do curso de Engenharia Elétrica. Neles, são aplicados os seguintes tópicos:

  • Análise, modelagem e simulação de sistemas lineares;
  • Circuitos elétricos;
  • Circuitos lógicos;
  • Conversão de energia;
  • Dispositivos semicondutores;
  • Eletromagnetismo;
  • Eletrônica analógica;
  • Eletrônica de potência;
  • Eletrônica digital;
  • Fundamentos de sistemas elétricos de potência;
  • Gestão e eficiência energética;
  • Instalações elétricas;
  • Instrumentação eletrônica;
  • Máquinas elétricas;
  • Materiais elétricos;
  • Princípios de comunicações;
  • Redes de comunicação de dados;
  • Sinais e sistemas;
  • Sistemas de controle.

A faculdade é livre para sugerir os conteúdos específicos restantes, com extensões e aprofundamentos da parte profissionalizante.

Para se formar, o aluno precisa fazer um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

 

Como é a rotina?

O engenheiro eletricista faz serviços elétricos, eletrônicos e de telecomunicações. Ele ainda analisa propostas técnicas, instala, configura e inspeciona sistemas e equipamentos, com testes e ensaios.

Outras tarefas que fazem parte do seu dia a dia são estudar, projetar, planejar e especificar sistemas e equipamentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações, além de elaborar sua documentação técnica.

Quais são as áreas de atuação?

O profissional de Engenharia Elétrica pode trabalhar em concessionárias de energia, indústrias, consultorias, empresas prestadoras de serviços e no setor público.

Outras funções do profissional da área são fiscalizar e fazer perícias em obras e serviços, exercer cargos de ensino e pesquisa e atuar com informática e sistemas e redes de comunicação e telecomunicações com e sem fio.

Quais são as habilidades exigidas?

Quais são as exigências do mercado?

Além do diploma em um curso reconhecido pelo MEC, o formado deve estar regularmente inscrito no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) para atuar na área.

Outro ponto que o mercado exige é a atualização constante. O exercício pleno da atividade acontece, em média, após quatro anos de experiência como engenheiro eletricista.

Nota de corte para o curso de Engenharia Elétrica

Sabia que, utilizando apenas o seu resultado do Enem, você pode entrar em diversos cursos de universidades federais, estaduais e privadas?

Para ajudar o estudante a entender as suas possibilidades, o Quero Bolsa desenvolveu o Simulador de Nota de Corte.

O sistema reúne os dados das últimas provas e mostra o desempenho mínimo para conseguir uma vaga em um dos programas educacionais do governo.

Veja vagas exclusivas no Quero Bolsa